Sociedade civil católica, destinada à difusão da Cultura Ocidental e à atuação política em defesa da família, em observância à Doutrina Social da Igreja.

Vida dos Santos Cosme e Damião

Gabriel Meier, Enciclopédia Católica

Médicos e mártires cristãos primitivos cuja festa é celebrada em 27 de setembro. Eles eram gêmeos, nasceram na Arábia e praticavam a arte da cura no porto de Ægea, agora Ayash (Ajass), no Golfo de İskenderun na Cilícia, Ásia Menor, e obtiveram uma grande reputação . Eles não aceitavam pagamento por seus serviços e eram, portanto, chamados de anargyroi, “os sem prata”. Desta forma, eles trouxeram muitos para a fé católica. Quando a perseguição de Diocleciano começou, o prefeito Lísias mandou prender Cosme e Damião e ordenou que se retratassem. Eles permaneceram constantes sob tortura, de forma milagrosa não sofreram ferimentos por água, fogo, ar, nem na cruz, e foram finalmente decapitados com a espada. Seus três irmãos, Antimo, Leôncio e Euprépio morreram como mártires com eles. A execução ocorreu em 27 de setembro, provavelmente no ano de 287. Posteriormente, várias fábulas surgiram sobre eles, em parte relacionadas com suas relíquias. Os restos mortais dos mártires foram enterrados na cidade de Ciro, na Síria; o imperador Justiniano I (527-565) restaurou suntuosamente a cidade em sua homenagem. Tendo sido curado de uma doença perigosa pela intercessão de Cosme e Damião, Justiniano, em agradecimento por sua ajuda, reconstruiu e adornou sua igreja em Constantinopla, que se tornou um famoso local de peregrinação. Em Roma, o Papa Félix IV (526-530) ergueu uma igreja em sua homenagem, cujos mosaicos ainda estão entre os obras de arte remanescentes mais valiosas da cidade. A Igreja Grega celebra a festa dos Santos Cosme e Damião em 1º de julho, 17 de outubro e 1º de novembro, e venera três pares de santos com o mesmo nome e profissão. Cosme e Damião são considerados patronos de médicos e cirurgiões e às vezes são representados com emblemas médicos. São invocados no Cânon da Missa e na Ladainha dos Santos.


Bibliografia:

Acta SS., 27 Sept.; SCHLEYER in Kirchenlex.; ALOIS, Das Leben und Wirken d. hl. Cosmas und Damian, Patrone der Aerzte (Vienna, 1876); DEUBNER, Kosmas und Damian (Leipzig, 1907).


Fonte:

Meier, Gabriel. “Sts. Cosmas and Damian.” The Catholic Encyclopedia. Vol. 4. New York: Robert Appleton Company, 1908. 26 Sept. 2021 <http://www.newadvent.org/cathen/04403e.htm>.

Traduzido por Leonardo Brum.

[Segue abaixo oração aos santos, por ocasião de sua festa, a 27 de setembro, extraída do Missale Romanum, Ed. Vozes, 1943]

OREMOS

Deus onipotente, fazei com que, pela celebração do triunfo dos vossos santos Mártires Cosme e Damião, e por sua intercessão, sejamos livres de todos os males que nos ameaçam. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

OREMUS

Præsta, quæsumus, omnípotens Deus: ut, qui sanctórum M´artyrum tuórum Cosmæ et Damiáni natalítia cólimus, a cunctis malis imminéntibus, eórum intercessiónibus, liberémur. Per Dóminum nostrum Jesum Christum.

Boletim informativo do IJF
Receba, gratuitamente, no seu e-mail, nossas atualizações semanais.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.