Sociedade civil católica, destinada à difusão da Cultura Ocidental e à atuação política em defesa da família, em observância à Doutrina Social da Igreja.

Ascensão

John Wynne, Enciclopédia Católica

A elevação de Cristo ao céu por Seu próprio poder na presença de Seus discípulos no quadragésimo dia após Sua Ressurreição. É narrada em São Marcos XVI, 19 , São Lucas XXIV, 51 e no primeiro capítulo dos Atos dos Apóstolos .

Embora o local da Ascensão não seja declarado distintamente, parece pelos Atos que foi o Monte das Oliveiras, uma vez que, após a Ascensão, descreve-se o retorno dos Apóstolos a Jerusalém a partir do monte que é chamado das Oliveiras, que fica próximo à cidade, dentro de uma jornada no Shabat. A tradição tem consagrado este lugar como o Monte da Ascensão e a piedade cristã imortalizou o evento erigindo sobre o local um basílica. Santa Helena construiu o primeiro memorial, que foi destruído pelos persas em 614, reconstruído no século VIII para ser destruído novamente, mas reconstruído uma segunda vez pelos cruzados. Este também foi destruído pelos muçulmanos, que deixaram apenas a estrutura octogonal que envolve a pedra que se diz ter a marca dos pés de Cristo, agora usada como oratório .

Não apenas o fato da Ascensão está relatado nas passagens das Escrituras citadas acima, mas também é predito em outro lugar e mencionado como um fato estabelecido. Assim, em São João VI, 63, Cristo pergunta aos judeus: “Que será quando virdes subir o Filho do Homem para onde estava antes?” e, em XX, 17 , Ele diz a Maria Madalena: “Não me toques, porque ainda não subi para meu Pai; mas vai a meus irmãos e dize-lhes: Subo para o meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. Novamente, em Efésios IV, 8-10 e em Timóteo III, 16, a Ascensão de Cristo é mencionada como um fato aceito.

A linguagem usada pelos Evangelistas para descrever a Ascensão deve ser interpretada de acordo com o uso. Dizer que Ele foi arrebatado ou que ascendeu não significa necessariamente que se localize o céu diretamente acima da terra; nem as palavras “sentado à mão direita de Deus” significam que esta é Sua postura real. Ao desaparecer da visão dos discípulos “Elevou-se à vista deles e uma nuvem; e uma nuvem o ocultou aos seus olhos” (Atos I, 9), e, entrando na glória, Ele habita com o Pai na honra e poder denotados pela frase da Escritura.

Fonte: Wynne, John. “Ascension.” The Catholic Encyclopedia. Vol. 1. New York: Robert Appleton Company, 1907. 12 May 2021 <http://www.newadvent.org/cathen/01767a.htm>.

Traduzido por Leonardo Brum

Boletim informativo do IJF
Receba, gratuitamente, no seu e-mail, nossas atualizações semanais.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.