Vida de Santo Estanislau

Francis Mershman, Enciclopédia Católica


Bispo e mártir, nascido em Szczepanów (então chamada Szczepanowski), na Diocese de Cracóvia, em 26 de julho de 1030; morto em Cracóvia, em 8 de maio de 1079; festa em 7 de maio no Martirológio Romano, porém em 8 de maio em Cracóvia, onde há uma festa especial do translado de suas relíquias em 27 de setembro; padroeiro da Polônia e da cidade e Diocese de Cracóvia; invocado em batalha. Na iconografia, aparece com a insígnia episcopal and a espada. Pinturas maiores representam-no numa corte ou ajoelhado diante do altar e recebendo o golpe fatal. Nenhuma  biografia contemporânea do santo existe atualmente. À época de sua canonização um texto sobre sua vida apareceu escrito por um Dominicano Vicente(?) (Acta SS., May, II, 196) que contém muita material lendário. Seus pais, Belislaus e Bogna, piedosos e nobre católicos, deram a ele uma educação religiosa. Ele fez seus estudos em Gnesen e Paris(?). Após a morte de seus pais, ele distribuiu sua grande herança entre os pobres. Lambert Zula, Bisopo de Cracóvia, ordenou-o sacerdote e o fez pastor de Czembocz, próximo a Cracóvia, cônego e preagador na catedral, e posteriormente, vigário geral. Depois da morte de Lambert ele foi eleito bispo, mas o aceitou somente sob comando explícito do Papa Alexandre II. Trabalhou com sua energia habitual por sua diocese, e investiu contra os vícios por toda parte, a despeito das consequências. Boleslau II tornou-se rei da Polôniad. O renome que ganhara por suas guerras bem sucedidas agora era manchado por sua crueldade atroz e luxúria desenfreada. Além disso, o bispo teve diversas disputas sérias com o rei a respeito de um pedaço de terra que pertencia à Igreja e que foi injustamente reclamado por Boleslau, e com alguns nobres, que deixaram seus lares para afastar vários males que ameaçavam suas famílias e que eram, por consequência, tatrados cruelmente pelo rei.. Estanislau não poupou lágrimas nem orações e admoestações para fazer o rei levar uma vida mais cristã. Tudo foi em vão: Boleslau foi excomungado e os cônegos da catedral foram instruídos a interromper a celebração dos Divinos Ofícios no caso em que o rei tentasse entrar. Estanislau retirou-se à Capela de S. Miguel num subúrbio de Cracóvia. O rei estava furioso e seguiu o bispo com seus guardas, alguns dos quais enviou para matar o santo. Estes ousaram não obedecer, então Boleslau o matou durante o Santo Sacrifício. O corpo foi primeiramente sepultado na capela, mas em 1088 foi transferido para a catedral pelo bispo Lambert II. Santo Estanislau foi canonizado em 1253 por Inocêncio IV em Assis.

Fonte: Mershman, Francis. "St. Stanislaus of Cracow." The Catholic Encyclopedia. Vol. 14. New York: Robert Appleton Company, 1912. 7 May 2018 <http://www.newadvent.org/cathen/14246a.htm>.

Traduzido por Leonardo Brum.

___________________________________

[Segue abaixo oração ao santo por ocasião de sua festa, a 7 de maio, extraída do Missale Romanum, 1943]

OREMOS

Ó Deus, por honra de quem o glorioso Pontífice Estanislau morreu ao fio das espadas dos ímpios, fazei, Vo-lo suplicamos, que todos os que imploram o seu auxílio, alcancem o efeito salutar das suas orações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

OREMUS

Deus, pro cujus bonóre gloriósus Póntifex Stanisláus gládiis impiórum occúbuit: præsta quæsumus; ut omnes, qui ejus implórant auxílium, petitiónis suæ salutárem consequántur efféctum. Per Dóminum Nostrum Jesum Christum.