Sociedade civil católica, destinada à difusão da Cultura Ocidental e à atuação política em defesa da família, em observância à Doutrina Social da Igreja.

Oração dos Intelectuais Brasileiros

No ano de 1924, Dom Sebastião Leme, então arcebispo coadjutor do Rio de Janeiro, entregou a Jackson de Figueiredo a Oração dos Intelectuais Brasileiros, de seu autoria. Esta oração foi apresentada por Jackson ao Centro Dom Vital e nós a disponibilizamos abaixo:

“Deus Onipotente e Bom, Criador do Céu e da Terra, deixai que aos pés de Vossos altares renovemos o preito humilde de nossa adoração e o protesto solene de nossa fé. Dignai-Vos de acolher benignamente a homenagem pobre que Vos rende a nossa inteligência; não a recuseis, Senhor, porque é sincera, consciente e desassombrada.

Cremos firmemente nas verdades por Vós reveladas e aceitamos com amor o magistério infalível da Santa Igreja Católica, Apostólica Romana. Nós temos fé, Senhor! Mas aumentai a nossa fé! Aumentai a nossa fé, pedimo-lo não somente para nós, mas para todos os homens e, de modo especial, para todos os brasileiros, nascidos como nós nesta pátria que fizestes tão bela e tão grande. Lançai um olhar de clemência e misericórdia sobre os nossos intelectuais, publicistas, escritores, homens de estudo, em geral, e sobre todos, enfim, os que labutam no campo das ciências e das letras.

Vós que sois a Sabedoria Incriada, Pai e Dador de todas as Luzes, iluminai-os, para que tenham a visão da verdade e coragem para professá-la. Não permitais que, longe das claridades magníficas do pensamento cristão, tresmalhem dos caminhos da verdade e do bem. Livrai-os das trevas mortíferas da descrença e do crime inominável das negações sacrílegas. Livrai-os das blasfêmias que degradam e da dúvida que atormenta. Livrai-os sobretudo da cegueira voluntária desse agnosticismo contumaz que, impondo renúncias ao entendimento humano, paralisa os surtos da alma para o alto, para o ideal e para a imortalidade.

Reacendei nas almas a chama viva das aspirações elevadas. Acordai nelas os ecos de sua vocação divina para o espiritual e o eterno. Que não tarde, Deus de amor, que não tarde a restauração espiritual da inteligência brasileira! Refazei-a e disciplinai-a nos princípios imutáveis da verdade, do bem e do belo, para que, incorporando-se à falange gloriosa dos sábios cristãos, a intelectualidade brasileira paire acima dos interesses da matéria e das fosforescências da vaidade.

Para os nossos intelectuais e para nós, obreiros humildes do pensamento católico no Brasil, instantemente suplicamos a esmola de uma riao de Vossa Luz divina, a fim de que, bem servindo à verdade, possamos servir também aos destinos espirituais desta pátria incomparável.

É por nós e pelo Brasil, meu Deus, que, invocando os merecimentos infinitos de Jesus Cristo, nosso Mestre e Senhor e a intercessão valiosa de sua Mãe Imaculada, Senhora e Padroeira do Brasil, aos Vossos pés depositamos esta prece fervorosa da alma católica do Brasil. Iluminai a nossa inteligência, para que trilhe sempre a senda da verdade e fortalecei a nossa vontade, para que não vacile na prática do bem. Amparai a nossa fraqueza, inflamai o nosso coração, estendei e dilatai os horizontes de nossa alma, para que, libertos da escravidão dos sentidos e da matéria, possamos desde já contemplar em esperança a glória eterna que nos prometestes. Assim seja!”

A oração pode ser encontrada em “Novo Manual de Língua Portuguesa Luso-Brasileira – Curso Superior – Livro do Mestre”, F.T.D. – editado pela Livraria Francisco Alves em 1928, às páginas 556/557.

Boletim informativo do IJF
Receba, gratuitamente, no seu e-mail, nossas atualizações semanais.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.